Autora

Laélia Portela Moreira

"O que se pretende quando se reclama cientificidade para o campo da educação? Alçar a disciplina a patamares mais respeitáveis? A obtenção de conhecimentos confiáveis e passíveis de generalização e transferência? A produção de teorias essencialmente pedagógicas? Para investigar e analisar essas perguntas que me ponho a escrever. "

Sou professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estácio de Sá (PPGE/UNESA). Linha de Pesquisa: Políticas, Gestão e Formação de Educadores-PGFE). Sou doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Também sou mestre em Educação pelo Instituto de Estudos Avançados em Educação/IESAE/FGV – RJ. Especialista em Educação Não-Formal, pela Universidade Santa Úrsula-RJ. Desenvolvo pesquisa acadêmica na área de política educacional e formação de professores. Integro a equipe do projeto de Pesquisa-Ação Ateliê de Pesquisa, uma iniciativa REA em desenvolvimento no PPGE/UNESA. Ministro as disciplinas: Conhecimento Pedagógico: Concepções e Políticas; Pesquisa em Educação. Formação de professores: políticas, contextos e desenvolvimento professional e Pesquisa em Educação.

Meus livros

PromoçãoDestaque
Compare

Pedagogia e produção de conhecimento: questões de teoria e método

R$39,90 R$19,90

Qualquer pesquisador que se proponha a responder à pergunta “É possível uma ciência da educação?” defrontar-se-á com várias questões importantes, uma das quais será sobre o delineamento da história a ser contada, os possíveis pontos de partida que levam a dissensos/consenso a respeito da possível cientificidade da educação. Leitura obrigatória para educadores e coordenadores de curso Brasil afora.

Compare